sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Emirates Palace, Abu Dhabi - 14.12.10

Vestidos a rigor para conhecer o Emirates Palace e a árvore de Natal avaliada em US$ 11 milhões
Dois Sheiks
A família se sentindo "em casa"
Eu e um dos espelhos de cristal
Oi Pessoal
Luxo, sofisticação e requinte, são adjetivos que podem iniciar a definir este magnífico local.
Caracterizado pelo mobiliário suntuoso e serviços reais está classificado na categoria de "Palácio" não usando a classificação normal dos hoteis, identificada pelo número de estrelas.
Este estupendo "hotel" em Abu Dhabi se mostra imponente no horizonte.
A visão externa impressiona, mas nada comparado com o que se vê ao entrar.
O hall, literalmente coberto de ouro, mármore e cristais, é uma imagem difícil de esquecer.
De propriedade do governo de Abu Dhabi, o Emirates Palace foi construído em apenas três anos, teve seu projeto feito pelo mesmo arquiteto criador do Claridges de Londres - John Elliott - arquiteto de Wimberly, Allison, Tong e Goo, uma empresa especializada na construção de hotéis luxuosos.
O custo da construção do hotel foi de 1.9 bilhões de Libras esterlinas.
Foi aberto em novembro de 2005 mas alguns restaurantes e spas só foram disponibilizados em 2006.
Tem 302 apartamentos de luxo, 92 suites divididas em Khaleej e Palace Suite.
No quinto andar encontram-se as suites presidenciais dotadas de avaçados sistemas de segurança.
No oitavo, ficam as suites reservadas aos soberanos dos paises do Golfo.
As diárias variam de 3900 a 55000 Dirham (AED - Arab Emirates Dirham) - tarifas de 2010.
Se falarmos em Euro como moeda, as diárias podem custar ente 780 e 11000 euros, respectivamente Coral room, com 55m2 e Grand Palace room, com 680m2.
Quem tem esta bagatela para pagar? Os Sheiks!
Falando um pouco mais das maravilhas internas deste luxuoso hotel, os lustres, num total de 1002, são feitos com cristais Strauss, o melhor produto de Swarovski. 
Oitocentas palmeiras "tamareiras", símbolo nacional, são encontradas nos corredores do hotel. Muitas delas são petrificadas para conservar sua beleza.
O hotel conta ainda com 114 cúpulas sendo a da entrada a mais suntuosa pois é toda adornada com mosaicos cobertos de ouro.
E as belezas e distinções não param por aí. O hotel possui praia particular, teatro, salas para convenções, piscinas, jardins e fontes próprias das mil e uma noites.
Para finalizar uma informação que causou-nos perplexidade, este ano foi construída no hall uma árvore de Natal que está avaliada em US$ 11 milhões.
Pode?
Sim pois estamos nos Emirados Árabes - Abu Dhabi!
Fiquem com mais algumas fotos deste impressionante lugar:
http://picasaweb.google.com/celia.luiz/141210EmiratesPalace#
Maiores informações sobre a árvore de Natal.
Maiores informações sobre o Emirates Palace.
Posted by Picasa

13 comentários:

  1. Nossa Célia, só para Sheik mesmo!!! Que coisa linda, um luxo só! Aliás, teu marido está igualzinho a um Sheik, que legal!!Beijos

    ResponderExcluir
  2. que coisa mais linda esse hotel! uma beleza!
    e vcs estão ótimos, vestidos a caráter!
    demais!
    bom dia

    ResponderExcluir
  3. DESLUMBRANTE...Fiquei sem folego,maravilhoso,dificil é se acostumar com tudo isso Hem!!!!:)

    Célia já achei uma lembrancinha para trazeres para mim dai é claro...

    ResponderExcluir
  4. O hotel é maravilhoso, menina pasmei com o precinho dessa arvore, que bagatela, hein...rsrsrsrs.

    ResponderExcluir
  5. Nossa, outro mundo, hein?

    Desculpa o tamanho do próximo post, mas acho que vais gostar!

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. A SAGA DE UM GURI GREMISTA DE 9 ANOS

    Em 2014, às vésperas da Copa do Mundo no Brasil, o guri gremista de 9
    anos chega todo eufórico para o jogo contra o São Luiz de Ijuí, pelo
    Gauchão, única competição que ele viu seu time ganhar até então. Ao
    entrar no estádio ele se dirige ao pai:

    – Pai, porque nosso estádio não tem o distintivo do nosso time?
    – É porque... bem... deve ser porque o estádio ainda não é nosso, meu
    filho... só vai ser nosso quando tu tiveres uns trinta anos.

    – Ah, que pena! Por isso que a Copa vai ser no Beira-Rio?
    – Não sei direito, deve ser porque na época em que escolheram os
    estádios a gente ainda não tinha um.
    O menino resolveu então mudar de assunto, pois viu que o pai ficou um
    pouco incomodado. Ainda mais entusiasmado, ele comenta:

    – Pai... ontem o meu amigo falou sobre uma vitória heróica do nosso
    time, uma tal de Batalha dos Aflitos. Como foi isso pai? Foi decisão
    do Mundial, da Libertadores, Sulamericana, Brasileiro?
    – É... hmm... foi final do Brasileiro, meu filho.

    – Legal pai... e contra quem foi? Inter, São Paulo, Flamengo, Santos?
    – Não filho... na verdade foi pelo Campeonato Brasileiro da 2ª
    divisão, contra o Clube Náutico Capibaribe, de Pernambuco, estado com
    grande tradição no futebol brasileiro naquela época. Com isso
    conseguimos subir para a Série A pela segunda vez!!

    – Segunda vez? Então teve outra Batalha dos Aflitos pai?
    – Não filho... na outra vez acho que ficamos em nono ou décimo.

    – Ué, mas não sobem só 4?
    – É que naquele ano a CBF mudou o regulamento para nos dar uma forcinha.

    – Ah tá... – sussurrou o guri, meio cabisbaixo.
    Ficou calado por alguns segundos e voltou a questionar o pai:

    – Mas o Inter já passou por algum fiasco parecido com esse pai?
    Aí o pai se encheu de orgulho, estufou o peito e relatou:

    – Filho, tu nem sabe... uma vez eles perderam de dois a zero para um
    tal de Mazembe!
    – É mesmo pai? Hahahaha. Que legal!!! Foi pela 2ª divisão do Brasileiro também?



    – Não filho... foi pela semi-final do Mundial de Clubes da Fifa, em
    2010. Era um time do Congo, campeão do continente africano. Naquele
    ano o Inter acabou ficando em terceiro ou quarto, nem lembro.
    – Bah... que vexame! Nós nunca ficamos em terceiro no Mundial de
    Clubes da Fifa, né pai?

    – Não filho... na última vez que a gente chegou lá, no século passado,
    quando o pai ainda era guri, só jogavam dois times, um europeu e um
    sul-americano.
    – Mas pai... naquela época o mundo só tinha dois continentes?

    – Claro que não meu filho... tinha cinco, como hoje!
    – Mas então porque a Fifa não convidava os outros campeões continentais?

    – Bem filho... na verdade naquela época não era a Fifa que organizava
    o torneio... era uma montadora de carros.
    – Ah... então nós fomos vice-campeões de um torneio mundial de dois
    times organizado por uma fábrica de carros?

    – É filho... na verdade era um torneio Intercontinental, mas a gente
    chamava de Mundial... deixa isso prá lá... Olha lá nosso time entrando
    em campo!!!
    – Pai... eu queria um argumento para zoar os meus colegas colorados,
    mas não consigo. Eles têm mais sócios, nos venceram mais vezes, têm
    estádio próprio e já ganharam todos os títulos importantes que nós já
    ganhamos. Como eu posso tirar sarro deles então?

    – Ah... sei lá... diz que ganhamos o primeiro Gre-nal por 10 a 0.
    – Isso... legal pai... pelo menos tenho uma coisa para falar!!! Tu
    chegaste a ver esse jogo pai?

    – Não filho... mas o pai do teu bisavô viu!
    Depois dessa o guri resolveu ficar quieto, assistiu o jogo e no final
    saiu vibrando com a conquista de uma vaga para a final do Gauchão,
    pois desde pequeno se acostumou a ver o pai comemorando vagas ao invés
    de títulos.

    ResponderExcluir
  7. Eu fiquei embasbacada vendo as fotos aqui e as do PICASA. Impressionante! As vezes, sem palavras pra traduzir o que os olhos viam. Imaginem, então, para quem como vocês, puderem ver tudo isto ao vivo. Inesquecível, pra dizer pouco!

    ResponderExcluir
  8. Celia
    Voce ta muuuito chique!!Aproveite a viagem!! Mil Beijos

    ResponderExcluir
  9. Super Christmas Tree. Greetings Andrzej.

    ResponderExcluir
  10. Caramba, Célia!!!

    Minha nossa, como há coisas no mundo!! Coisas que nem imaginamos... Coisas lindas e ricas.

    Cabe a mim, sinceramente, agradecê-la por dividir conosco essas lindezas todas. Que passeio bacana, curta tudo isso ao máximo, é o que te desejo!!

    Beijos

    Carla

    ResponderExcluir
  11. Que maximo estar à rigor ! Concordo com a Angela, teu marido esta igualzinho a um sheyk !
    Passou na tv aqui no Brasil sobre a arvore milionaria .. pensei .. a Célia deve ter visto ! Quanto luxo ..
    Mesmo sendo gremista. torci para o inter .. o bom è que tinhamos os dois inter para torcer, nè .. rsrsrs beijos.

    ResponderExcluir
  12. Olá! Aproveitem cada minuto. Quanto ao Inter, lamento, achei divertido. Aqui na Ilha a tarde estava bastante chuvosa. Após o jogo, sei lá a razão, o céu ficou AZUL!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  13. Célia adorei voces vestidos como os nativos.

    Imagino a sua empolgacao ao fotografar tanta ostentacao e beleza.
    Tudo muito luxuoso, mas vamos combinar que uma suíte de 55M por quase 800 euros é quase uma facada.
    Isso para mim, pois para quem tem minha amiga, o céu é o limite.

    Beijocas :)

    ResponderExcluir