sábado, 17 de março de 2012

Desigualdade - Mar/2012



Deitado naquele canto
Sentado no meio do nada
Anda a esmo
Perdido em pensamentos
Descansa a sombra
Fala com amigos imaginários
Num idioma que só ele conhece
No rosto, marcas de uma vida que se perdeu em algum lugar
Lucidez é questão de conceito
O momento é atemporal
O passado esta perdido
O presente é só mais um dia
Mas o futuro, este sim é a maior incógnita
(Foto e texto por Celia)

6 comentários:

  1. Tomara que exista um futuro!! Belo texto, querida! Ótimo domingo pra vcs! bjos

    ResponderExcluir
  2. Belo texto :)
    E que o futuro sera belo.

    ResponderExcluir
  3. O cenário que serviu pra ilustrar tuas reflexões certamente não é brasileiro! Mas a situação -constatação triste - é universal!

    ResponderExcluir
  4. Pois é Celia querida, se para nos com casa, comida e fouls lavada o futuro é uma incognita,imagina pra ele.
    Lindo poema!!!
    Obrigada pelo teu "sempre" carinho.
    Bjks.

    ResponderExcluir
  5. Hahaha....fouls lavada????? Esse editor é uma loucura....rs....."roupa".

    ResponderExcluir